Tempo de mudar

É tempo de mudança.
Mudança de casa, mudança de emprego.
Mudança de vida.

Me desliguei da editora onde trabalhei durante 1 ano e meio na terça feira no meio da tarde. Um monte de coisas acontecendo mas mesmo assim era minha hora de ir. E vim. Para casa cheia de planos, de desejos, de vontades.

É tempo de mudar.
Mudar as roupas do armário, os temperos da comida, as cores da vida.

Tempo de mudança é sempre assim. Medo e tesao. O medo de errar e o tesao de tentar fazer tudo como eu sempre quis.

Tempo de mudar é sempre tempo de refazer.
Eu nao gosto de refazer porque fico com a sensaçao de que fiz errado. Mas dessa vez é diferente. É refazer porque insisti nas coisas que sabia que nao eram para mim.

Tempo de mudar é sempre tempo de jogar tudo que nao presta fora, de renovar os cheiros, os gostos e os sabores. Agora só como risoto ao invés de sanduíche.

Agora só visto rosa porque cansei do azul.
Agora quero trabalhar com o que sei fazer. E com o que gsto de fazer.

Tempo de mudar é isso.
Abrir as gavetas, os lixos, os potes, as cumbucas, os tuppewares.
E começar do zero. Tudo de novo.

Tempo de mudar é isso.
É só o tempo que a gente passa a vida esperando: o tempo da reciclagem.  
Beijo a todos e deculpem a falta de acentos. Vou acertar isso para a próxima postagem…
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar