A indignação de uma brasileira

Oi Amiga!
Como estão as coisas aí? Estou com muitas saudades!!!!!

Soube que você tem se divertido horrores morando em Miami!! Quem diria, né? Você que sempre foi tão brasileira…
Na nossa última carta você pede notícias do Brasil e eu te digo amiga: aqui a coisa está feia. É mensalão, é PT, é Lula no Roda Viva falando besteira e se complicando cada minuto mais, é a rotina política acabando com os brasileiros.Mas o pior amiga, você não deve saber ainda: irmãos Cravinhos estão nas ruas, você acredita?

Ontem quando soube disso nos jornais tive vontade de chorar, entrar num avião mesmo morrendo de medo e sair deste País injusto e cruel. Imagine você amiga: palaneja-se e executa-se o crime e fica tudo bem. 3 anos depois estão na rua.
Sabe o que me chocou mais que tudo?

A imagem que a TV passou deles saindo da prisão numa Mercedes. Tudo bem que era do advogado deles, mas
mesmo assim acho incoerente, contraditório e absurdo que senti nojo…

O pai deles disse aos jornalistas na saída da prisão: “meus filhos fizeram algo feio mas a imprensa transformou a coisa em horrenda, transformou-os em monstros”. Monstros, amiga? Você acredita nisso? A imprensa é culpada de eles terem assassinado duas pessoas! Se você estiver duvidando te mando os recortes dos jornais. Claro, isso pode parecer exagero de minha parte, eu sei. Mas ele realmente disse isso e por mais que seja pai, eu fiquei com raiva de ouvi-lo falando esta hipocrisia. A imprensa não transformou ninguém em nada. Eles eram, sempre foram e serão o resto da vida monstros pelo simples fato de terem conseguido cometer o crime que planejaram.

Você não acha?

Eu tenho tido muita vontade de ir pra aí mesmo com todos os furacões. Tenho desejo de sair andando, largar tudo aqui, enfiar umas roupas numa mochila, o cachorro numa gaiolinha, ajeitar as roupas do Renato e sair fora sem dar tchau pra ninguém no aeroporto.

O Brasil está caótico, amiga. Ainda bem que você teve a oportunidade de não ver o que estou vendo aqui.

Sabe quando você tem certeza absoluta que a situação é, a partir daqui, insustentável?

Os deputados que foram cassados e os que renunciaram amiga, você não vai acreditar, … entraram com pedido de suas aposentadorias e foram aprovados… vão ganhar em média, depois de nos roubar tudo, R$ 8.000,00 mensais. Não dá vontade de chorar, me diz, amiga? Parece piada. Só que de muito mau gosto.Enquanto isso nosso Congresso se mata num processo sanguinário ao vivo na TV. Já teve até pancadaria mostrada no Jornal Nacional. Uma pena um País tão bonito ter chegado nesse ponto onde quem governa melhor é o Estado Paralelo. Eu tenho tido a sensação que o traficantes governam com muito mais inteligência seus “pontos”, as comunidades, as favelas. Talvez por isso tenham ido tão longe no Rio de Janeiro e hoje a gente sabe.. o Rio continua lindo.. mas sendo governado pelo Estado Paralelo. Que triste.

Você nunca pensou que fosse me ouvir dizer isso mas… sim, eu digo: estou preferindo Nova York, via Boston, de American Airlines em tempos de Bin Laden do que nosso lindo Brasil de Lula, juro.

Mas no meio de tudo isso, hoje queria que você tivesse aqui. Queria muito mesmo!

É a estréia do filme VINÍCIUS, amiga.. deve ser lindo, autobiográfico, emocionante. 30 cópias. Claro que é pouco, eu sei. Mas é isso que Vinícius de Moraes, infelizmente, representa em tempos dos batidões de Tati Quebra Barraco e dos DJS das músicas eletrônicas. Outra pena.Mas tem seu lado bom: o cinema vai estar vazio e vou aproveitar o máximo de Vinícius de Moraes cantado pelos nossos grandes gênios.
Vou terminando por aqui, amiga querida.
Há muito o que fazer no escritório e o dia está apenas começando.
Um grande beijo pra você
Tatiana Ribeiro Cavalcanti.
Qualquer coisa escreva aqui:
PS: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar