Alguém ainda duvidava?


Enfim, o FULANO falou.
Tati, quem é FULANO?
FULANO é um cara qualquer. Um cara que não deu certo na vida, que teve poucas chances, que tudo que conhece é o crime. FULANO vende drogas numa favela. Mas protege as criancinhas que andam lá também… FULANO tem cara de mau mas as pessoas da comunidade gostam dele. FULANO nunca foi uma criança violenta nem apresentava sinais de personalidade duvidosa.
Coisas da vida, FULANO de repente conhece outro bandido. Mas esse bandido é bem cruel. FULANO vê uma chance única na vida de ganhar 1 milhão de reais!!! FULANO acha que o negócio nem será tão difícil.
Pronto. FULANO disse mesmo. Ele matou Celso Daniel por 1 milhão de reais.
Queima de arquivo, crime premeditadíssimo, políticos. Amigos. Envolvidos.
Eles mataram o prefeito…
O FULANO que admitiu está com o nome protegido. Prometeu falar em troca da tal delação premiada. Falou. O prefeito realmente sabia demais, tinha na mão documentos demais. Informações preciosas.
1 milhão de reais não pagos.
O Fulano deve estar puto. Matou, não ficou rico e está preso.
Uf!
Fulano disse que o crime fora combinado com o tal Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, amigão do peito de Celso Daniel. O mandante do crime. Pediu que sequestrassem, recolhessem os documentos e depois terminavam de conversar sobre o que mais fazer.
Sequestraram, pegaram a papelada e a ordem foi dada: Matem o prefeito!
Política, meu bem.. é isso mesmo. Crime político em 2005. Uma selva, gente querendo mais e mais sangue.
Sombra ligou pros assassinos antes de sair do restaurante onde jantara com o Celso.
Fecharam a Blazer, atiraram nos pneus e nos vidros enquanto Sombra destravava as portas.
Pronto, está desvendado. Levaram o prefeito da mão do amigo dele.
Serviço feito sim.
Mas Sombra não acertou sua conta com os colegas de trabalho.
Da prisão, o FULANO mandou uma cartinha pro “Manda-Chuva”:
“Você nos contratou para pegar o prefeito Celso Daniel, para arrancar os documentos que estavam com ele e, depois, eliminar o mesmo. Nós fizemos o que você mandou no dia certo”. E continua: “Já se passaram muitos anos depois do acontecido e você sequer nos procurou. Nós não iremos segurar tudo isso para você”.
Fulano vai falar mais e mais senão receber sua graninha.
Sombra vai negar mais e mais enquanto seus advogados dizem que tudo isso não passa de tentar tirar vantagem da delação premiada.
E assim caminha a Humanidade.
Entre gente boa e ruim, gente que ama e que mata, gente com valor e sem valor.
Entre mortes e denúncias, salvam-se alguns. Alguns poucos.
No resto a gente ainda tenta acreditar por um único motivo: somos todos brasileiros e alguém nos ensinou que não é pra desistir nunca!

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar