O Teatro Estudantil

Em tempos idos, o teatro estudantil brasileiro já teve muita importância no cenário das artes cênicas nacional. Tempo de Paschoal Carlos Magno, um dos maiores incentivadores do teatro para estudante. Hoje, mesmo que timidamente, parece que o movimento quer ressurgir.

No Rio Grande do Norte, a Universidade Federal realizou este ano, a 6ª. edição de um Festival voltado só para estudantes, em Santos, em Outubro, ocorreu a 3ª.  do Festival de Teatro Estudantil que leva o nome de Paschoal Carlos Magno. São apenas amostras de que existe um movimento, ainda sem grandes proporções, para que se retome a tradição dos Festivais Estudantis no Brasil.

É claro, que hoje, talvez não se consiga a magnitude dos Festivais dos tempos de Paschoal Carlos Magno, mas pelo menos, existe a iniciativa que sinaliza para uma retomada forte e isso, no momento é o que importa. Além dos festivais citados, há ainda informações de quem em várias escolas do país, muitas peças têm sido encenadas por alunos de várias faixas etárias, e até mesmo pequenos festivais estão sendo realizados.

Mesmo que a maioria dos alunos não tenha o devido talento para tornar-se um artista de sucesso, é possível garimpar nesse tipo de iniciativa, potenciais talentos, que lapidados, tornar-se-ão artistas de grande sucesso. Quantos atores que contam com prestígio nacional hoje em dia, não vieram dos palcos dos festivais realizados por Paschoal Carlos Magno?

Sem contar que a participação de estudantes nesses festivais, acaba despertando o interesse e o gosto pelo teatro e com certeza mais tarde, mesmo que nenhum deles resolva seguir a trajetória de um ator, terá formado por certo, espectadores assíduos do teatro. Só por isso, a iniciativa de realizar festivais estudantis, já terá valido a pena.

Uma pena que ainda são poucas as iniciativas de reavivar o Teatro Estudantil no país. Quem sabe se mais e mais festivais começassem a despontar pelo país á fora, fomentando a arte do teatro e transmitindo cultura para os jovens, o cenário do teatro fosse outro?

Festival é o lugar do novo, do experimento, do arriscar. E que lugar melhor para que se faça isso que um festival estudantil? Que essas poucas iniciativas não percam fôlego e acabem ficando pelo caminho.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar