A hora é de festa

A chegada de mais um final de ano vai colocar em cartaz diversas pequenas produções realizadas pelos alunos de várias oficinas teatrais espalhadas pelo país afora. É a hora de mostrar aos parentes e aos amigos, o resultado de mais um ano de dedicação a arte do Teatro.

Mesmo que algumas dessas produções sejam simples ou aconteçam em salões com palcos improvisados, a hora é de festa e todos devem se sentir orgulhosos, independentemente do resultado final.

Pois é certo que valeu a pena toda correria, toda a dificuldade dos ensaios, após a exaustiva procura por um texto onde todos pudessem participar e toda a preocupação com a produção para que tudo saísse como o planejado. E ao final, mais uma vez, existe a certeza que tudo será prazeroso à todos os professores-oficineiros, que se empenharam em ensinar, por mais um ano, a arte do Teatro.

Não há dúvidas que os palcos estarão repletos, que a platéia estará lotada como em nenhum outro dia do ano e as centenas de alunos que estão dispostos a mostrarem o que aprenderam, ávidos por seus primeiros aplausos, transbordando nervosismo e satisfação, nem perceberão que ao final de sua apresentação, tudo será uma grande festa.

E não importará se nem todos não mostrarem talento suficiente para se tornarem artistas de verdade, o que valerá como sempre, é saber que o teatro ainda consegue reunir inúmeras pessoas dispostas a lhe conhecer um pouco mais, e com certeza, estará sendo formado mais um novo público apreciador das artes cênicas.

Enfim, é certo que professores-oficineiros e alunos, ansiosos para que o grande dia chegue logo, estão acertando os últimos detalhes. E que em todas essas produções que se espalharão pelo país afora, o que contará não será a atuação, e sim, o aprendizado que foi absorvido por cada um, pois nesses pequenos espetáculos de final de ano, todos, mas todos mesmo, são os protagonistas.

Então, que se faça mais uma vez a festa do teatro por todo o país. E que cada ator ao entrar em cena, seja capaz de transmitir toda a emoção que só o teatro é capaz de passar. E que todos os professores-oficineiros, ao se encerrar as cortinas, se sintam plenos e emocionados por mais um objetivo alcançado. 

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar