Direitos Autorais: Todo Autor tem direito!

Bem, já estamos de volta e prontos para um novo ano, que espero venha a ser um ano de muitas realizações e sucesso para todos, e que muitos dos projetos que não puderam ser realizados o ano passado, possam ser concretizados neste novo ano.

Mas, vamos ao que interessa. Eu até queria começar o ano com algo que não fosse tão recorrente, acontece que entra ano e sai ano, isso não muda. Não sei se por uma questão de hábito, ou por uma questão de conveniência, prefiro acreditar que seja apenas por questão de hábito, pois assim, se a gente insistir um pouco, uma hora ou outra, a gente consegue mudar esse quadro.

Estou falando dos direitos autorais de quem escreve para teatro. Mais uma vez eu pergunto: Por que é tão difícil receber direitos autorais de textos teatrais? O texto para o autor é o seu ganha pão, e os direitos são as remunerações por esse trabalho, e que sem essa remuneração, muitos autores não conseguem se aprimorar no seu ofício, fazendo que muitos, aliás, a sua maioria, tenham que trabalhar em outras coisas para sobreviverem.

É claro que existem muitos trabalhos de caráter beneficente, feitos sem fins lucrativos, por pessoas que estão apenas interessadas em passar cultura para as crianças de comunidades carentes, e esses, devem sim, receber o apoio de dramaturgos, liberando a utilização para que essas pessoas possam trabalhar os seus textos junto à essas crianças. Eu não me recuso, e sempre libero meus textos quando se trata de projetos culturais deste tipo.

Mas, o que realmente me tira do sério, são as pessoas, que além de não comunicarem que vão utilizar o seu texto, não dão os devidos créditos, e ainda por cima, faturam cobrando ingressos do espetáculo. E como fica o texto? Como se ele não fosse uma das peças principais, quiçá, a principal de um espetáculo teatral, ele não vale nada?

Será que essas pessoas quando vão ao dentista fazem o tratamento e saem sem pagar? E o pão? Será que quando vão à padaria, pegam o pão e saem sem pagar? E a roupa de marca, o restaurante, a balada, como fazem? Simplesmente não pagam? Já passou da hora de se colocar as coisas nos seus lugares, afinal de contas, não se pede nada a mais, ou se pede?

Concordo que montar um espetáculo não é fácil, nem é nada barato, e quase sempre não se tem recursos, mas acho que tudo é uma questão de orçamento, ainda mais se levarmos em conta que geralmente, os direitos autorais são pagos através de um percentual arrecadado na bilhetaria, então, qual a dificuldade em se pagar os direitos autorais? Ou será que o autor que passou horas escrevendo o seu texto, não é mercedor disso?

Espero que neste novo ano que começa, os atores, diretores e/ou produtores, quando forem decidir qual espetáculo montar, possam no mínimo, comunicar ao autor o interesse pela utilização do texto, e possam ainda incluir nas planilhas de custos, os devidos direitos autorais.

Bem, é isso! Se você ama o teatro, entre nesta luta. Direitos Autorais: Todo Autor tem direito!

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar