A americanização de nossa cultura

Outro dia fui ao cinema e observei um fato interessante e ao mesmo tempo preocupante. Nenhum dos filmes em cartaz era nacional, todos estrangeiros, mais precisamente americanos. Nada contra as produções estrangeiras, porém, me preocupa um país que não valoriza sua própria cultura e vive às sombras de outras influências muitas vezes desconhecidas. Me causa estranhamento quando ando pelas ruas de minha cidade e me deparo com jovens curtindo músicas em inglês sem nem mesmo saberem a língua para entenderem o que estão ouvindo. Me preocupa quando as escolas incentivam nossas crianças a comemorarem o halloween e não ensinam sobre nossas lendas como saci perêre, Iara etc.

É realmente preocupante ver outras culturas invadirem nosso país e aos poucos irem tomando todos os espaços que temos. A continuar desta forma, daqui a algum tempo não teremos mais cultura própria, pois ela será simplesmente engolida pela tal globalização (ou diríamos, AMERICANIZAÇÃO?). Penso que é salutar conhecermos outras culturas, até mesmo para o enriquecimento cultural, porém nunca devemos perder nossas bases, nossas raízes, que são nossos fundamentos primeiros. De vez em quando me deparo com produtos importados com nomeclaturas todas em inglês, o que me parece uma imposição que aos poucos vai tomando força.

Por outro lado, olho em volta e vejo um país que não dá a mínima para sua própria cultura, e que faz questão de matar todos os dias o que ainda resta dela. E vejo isso quando ligo a televisão e me deparo com os reality show´s da vida que colocam a cultura como sendo lixo, uma “fábrica de ídolos”, como se um artista, um músico pudesse ser fabricado na frente das câmeras. E o pior é que eles fabricam, e depois, vendem aos montes os produtos destes ídolos à massa popular que me parece ipnotizada com tanto lixo cultural.

Vejo a mídia criar as mulheres frutas e venderem como se fossem produtos culturais, e o povo, o povo simplesmente aceita e engole numa boa, (e ainda fazem uma verdadeira salada...).

Quanto mais olho em minha volta, minha angustia aumenta ainda mais, por ver meu país, minha cultura se definharem a cada dia como que num processo de degeneração contínua. Outro dia vi na internet as famosas pérolas do enem 2009, onde a mídia usa os absurdos escritos nas provas pelos nossos alunos para divertir os próprios alunos, e o pior, é que todos acham graça, como se fosse lindo ser ignorante e medíocre. E analisando a situação, vejo que estamos em um caminho bem complicado, pois como podemos reivindicar respeito e valorização à nossa cultura se nós mesmos cuspimos nela todos os dias? É possível cobrar respeito sem se dar o devido respeito?

Bem, apesar de tudo sou um esperançoso inveterado, e acredito piamente que esse quadro pode se reverter, que a nossa cultura pode sair desse “coma induzido” e se recuperar totalmente. Para isso precisamos de vontade e muito esforço para lutar e ir na contração da tendência à mediocridade cultural que tenta se enraizar em nosso meio. Não podemos aceitar passivamente essa “americanização” imposta a ferro e fogo. Afinal, não podemos ficar “deitado eternamente em berço esplêndido”, precisamos é acordar e lutar pelo que é nosso, antes que seja tarde demais.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar