De expectador à sentimental

Visões externas e nada edificantes sobre o "fazer Teatro" é sem dúvidas, uma quimera na grande parte das pessoas que compôem o dia-dia da vida.Vêm na arte teatral algo sem valor e um significado apenas momentâneo, preferem ser meros espectadores ao invés de conhecer a verdadeira essência que está escondida e ao mesmo tempo exposta nessa tão fábulosa arte.

 

A arte é uma forma de abrir a alma , e , como um fotográfo, revela todas as sensações que não temos coragem de apresentar no limiar dos dias e minutos vivídos. Mostrar e/ou criar um personágem, exige não somente um movimento mecânico de apresentar ao público que  de certa forma existe algum pedacinho de ator e do ser humano que, jás uma "cobaia",  gostosa de se viver tenta convencer e atiçar os sentimentos do expectador.

Ver externamente o Teatro como uma simples expressão de  cultura  ou de um momento de loucura e descontração pra cobrir os problemas vívidos na vida, é algo que ja se tornou clichê, essa manifestação vai além do cultural e  erudito ,talvez se provocarmos a alegria mesclada com o drama de uma obra bem articulada nos propósitos  afins... sem dúvida, marcará a quem achava apenas que a forma de interpretar e de viver o Teatro vivo não é um simples movimento rotineiro , mas desperta e revela no expectador - que não souberá sentir uma emoção mais ampla - a sua revelação interior.

O impacto, sem dúvidas,   terá  verdade.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar