Amador sim, e daí?

Entre dificuldades para montagens, para poder ensaiar, sem espaços para apresentações, sem qualquer apoio, sem nenhuma verba, quase sem nenhum espaço na mídia para sua divulgação, o teatro amador sempre se superar e, por vezes, e não são poucas, consegue encantar.

 

Não é raro ver atores e atrizes se transformando sobre um palco, transbordando arte e emoção por todos os poros. Vivendo o personagem com tamanha verdade que nem sempre enxergamos em atores ou atrizes, consagrados. E é por momentos como estes que o teatro encanta.

 

Ver num palco, ou num outro espaço, (pois não é sempre que o pessoal amador tem a chance de se apresentar sobre um), um ator justificando cada letra e cada sentimento contido no texto que ele interpreta e não apenas brincando de fazer teatro, revigora a condição do teatro amador, e reafirmar como o lugar ideal para o “fazer teatral”.

 

Pena que entre tantos que buscam o aprimoramento e levam a sério a arte de atuar, alguns ainda fazem do teatro amador um território para brincadeiras, enganações e perversões, atrapalhando e contribuindo para o desprestígio da categoria. Não é porque é amador que tem que ser desse jeito.

 

Essas pessoas que circulam no teatro amador apenas para fazer “tipo”, ou sei lá o quê? Deveriam aproveitar a oportunidade e, realmente, absorver todo o ensinamento que o teatro amador é capaz de dá. Pois não existe nenhuma outra arte, onde se aprenda desde a produção até a interpretação, passando por todas as fases de preparação de um espetáculo. Teatro amador é um lugar que não tem espaço para aventureiros e sim para interessados na arte de atuar.

 

Por isso, aqueles que se dedicam e tratam o amadorismo do teatro com todo profissionalismo, encarando os desafios de atuar com toda a responsabilidade que uma interpretação merece, só tem a ganhar. E, com certeza, para estes, as portas estarão sempre abertas e, por eles, sempre valerá à pena disponibilizar textos para suas apresentações.

 

Teatro é a arte de atuar e não importa se isso é feito de forma amadora ou profissional, o que importa é ver a verdade do ator no exercício do seu ofício na sua maior plenitude e poder levantar e aplaudir por sua atuação. E melhor é poder dizer: Ele é amador? E daí?

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar