O livro é a porta do mundo

Não existe outro lugar onde se possa tudo. Nas páginas de um livro você pode ser herói, você pode ser um príncipe encantado, uma doce e linda princesa, um desbravador, um terrível pirata dos sete mares, a mais assustadora das bruxas que corta os céus em sua vassoura voadora, um melancólico vampiro, a melhor das bailarinas e até mesmo o mais temido dos vilões. Dentro das páginas de um livro cabe o que você puder imaginar.

 

Nas paginas de um livro, a viagem é segura, emocionante, estimulante, excitante, edificante, gratificante e tudo mais de “ante” que você puder imaginar. Quem já se aventurou por entre as páginas de um livro, sabe muito bem o que estou falando. Quem é apresentado à um livro dificilmente troca o gosto de se aventurar por entre as páginas, por um outro lazer qualquer.

 

Já dizia Monteiro Lobato: “Um país se faz com homens e livros”. E quanto mais esses homens se habituarem a ler livros, muito melhor será o país. O conhecimento que vem atrelado a todo poder de imaginação que um livro possui, modifica a vida de qualquer um. O livro abre a cabeça, amplia os horizontes, dá poder de decisão e enche de cultura e sabedoria a quem o lê, e esses, são os combustíveis necessários para transformar a sua vida.

 

A primeira vista, o livro pode não ser muito atrativo, algo chato e cansativo, sem graça mesmo, ainda mais se ele lhe for imposto como matéria de escola e empurrado a contra gosto. Realmente não tem como se apaixonar por algo que nos é dado por obrigação. O livro deve ser objeto de desejo, que aguce a curiosidade e faça despertar em você algo diferente. E por imposição, nada é legal, não é mesmo?

 

O livro deve ser apresentado bem cedo, quando ainda só nos interessa as figuras. Devemos nos acostumar em tê-lo como nosso companheiro na hora de dormir, o nosso amigo de todas as horas, a diversão perfeita para os dias chuvosos, ou para piqueniques em parques ensolarados. O remédio certo para as noites de solidão e nosso par perfeito para as horas de relaxamento. Quanto mais se está com o livro, mais com o livro você faz querer está.

 

Mesmo em tempos de grandes modernidades, o livro soube se adequar e hoje se faz presente no mundo virtual em versões eletrônicas e podem ser lidos nas telas de um computador. Talvez os livros nessas versões não contemplem o fascínio que há em cada página de um livro tradicional, que ao ser virada, faz a gente viajar na imaginação.

 

E é assim, quem conhece o livro, sabe muito bem o que ele é capaz de nos proporcionar. Quem não conhece, ou acha que livro é algo chato e sem graça, procure algo que seja a sua praia e experimente se aventurar, você vai se surpreender. Existe um livro para cada tipo de imaginação e imaginação para todo tipo de livro. Boa leitura à todos!

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar