O que há com o humor da TV?

Engraçado, com tanto show de “stand up comedy” pelo país afora, por que está cada vez mais difícil encontrar um bom programa de humor nas TVs abertas? São raras as tentativas de oferecimento de um humor renovado, revigorado e que de fato nos leve ao riso espontaneamente. São sempre programas repetidos, requentados, com um humor ultrapassado e que nem pelo ridículo, consegue nos fazer rir.

 

As poucas tentativas que inovam e nos mostram o humor pelo humor são logo tiradas do ar, ou colocadas em horários onde os números de televisores ligados, não recompensam tamanho esforço e a renovação acaba não chegando ao grande público. A insistência com a mesmice, ainda que seja para privilegiar e prestigiar velhos e competentes humoristas, afasta cada vez mais os teles-pectadores, que buscam o humor na internet.

 

Sei que não é tarefa das mais fáceis fazer humor e que velhos e talentosos hu-moristas merecem e precisam ser privilegiados, para tanto, se faz necessário uma outra visão de humor, algo que venha de encontrar ao que realmente cativo o público, não há mais espaços para programas requentados, correndo o risco, a TV que insistir neste modelo, de ver seus programas esvaziados e a conseqüente queda da audiência.

 

Não que eu seja ranzinza, nem mal-humorado, muito pelo contrário, até que sou uma pessoa que sempre procura enxergar o lado engraçado da vida. Acontece que não consigo ver graça nos programas que se dizem ser de humor. Por mais esforço que eu faça, o máximo que consigo assistindo esses programas, é ficar constrangido com o excesso do ridículo que alguns humoristas são capazes de passar.

 

Talvez, com a popularização da internet e a enxurrada de vídeos mostrando situações engraçadas disponíveis a quem quiser ver, tem feito com o que já não era nada fácil, ficar ainda muito mais difícil. A arte de fazer humor com tanto oferta a disposição não tem mais espaço para humor ingênuo e descompromissado de tempos atrás. Fazer rir está cada vez mais difícil.

 

Eu, particularmente, já não perco meu tempo vendo os programas de humor que a TVs abertas insistem em oferecer nas suas redes, pois eles são tudo, menos engraçados. O pior é que sai ano e entra ano, lá estão os mesmos programas pensando que o povo está se divertindo com eles, mas, mal sabem eles, que tudo não passa de uma questão do hábito de deixar as TVs ligadas.

 

Mas, pensando bem, existem tantas outras maneiras de encontrar o humor, pela internet, pelas apresentações de “stand up”, no cinema, no teatro, não é mesmo? Se as TVs abertas preferem insistir nos seus ultrapassados humorísticos, são só elas que tem a perder. Só fico com pena de quem só tem as TVs abertas para se divertir.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar