Teatro Infantil - Um Subproduto

Não é de hoje que se tenta dar ao Teatro Infantil, uma respeitabilidade tal qual a que acontece com o Teatro feito para o público adulto, mas acho que o problema está na forma pela qual o Teatro Infantil é encarado por todos os que o fazem por esse país afora.

Levando-se em conta os inúmeros pedidos de “pecinhas” de Teatro que são solicitadas para serem apresentadas em escolas para comemorar uma ou outra data festiva, chego a conclusão que será muito difícil, o Teatro Infantil ser considerado um produto da arte, pelo menos aos olhos de quem não consegue ver o Teatro Infantil, além de “historinhas para crianças”.

Um outro ponto que ao meu ver faz o Teatro Infantil ter esse aspecto de subproduto de Teatro é o fato de muitos usarem o Teatro Infantil como laboratório para novos atores e atrizes, dando portanto, um caráter de algo sem muita responsabilidade e sem a importância devida, quando teria que ser justamente ao contrário.

Algumas produções até se preocupam em mostrar um trabalho com mais profundidade, capricham nos figurinos, cenários e até nas interpretações, mas a grande maioria, peca pelo desprestígio que dá à uma peça de Teatro Infantil. Por mais seriedade que se tenha na sua concepção, sempre fica no ar, um aspecto de menos responsabilidade.

É óvio que é muito salutar que usem textos de Teatro Infantil como instrumento de apoio pedagógico, levando para as crianças, o lado lúdico contido nessas histórias. Só acho que o Teatro Infantil é tratado com um simplicidade quase que ofensiva, pois a qualquer momento, alguém vem e solicita “pecinhas infantis”, como se escrever uma história infantil, fosse a coisa mais fácil do mundo.

Não sei se existe alguma receita, ou alguma fórmula para mudar esse quadro, e talvez o monstro não seja assim tão feio quanto eu esteja pintado, mas o que eu acho é que há de se fazer alguma coisa para melhorar esse produto chamado “Teatro Infantil”, procurando ao menos, dar uma seriedade e o devido valor que esse Teatro merece.

No dia em que o Teatro Infantil deixar de ser apenas uma brincadeira para criança, não for mais usado de uma forma despretensiosa, e for reconhecido com a grandeza e a importância que merece ter, talvez deixe de ser um subproduto do Teatro, e passe a ser reconhecido como um verdadeiro instrumento de apoio ao desenvolvimento da criança, assim tal como é um livro infantil.

Não quero aqui impor condições e regras, nem tão pouco desfazer-me daqueles que fazem Teatro Infantil com dedicação e seriedade, apenas propor que todos que estejam de uma forma ou de outra, ligado ao Teatro Infantil, repense a verdadeira função que este tem dentro do movimento teatral como um todo, e a única coisa que espero de verdade é que tratem o Teatro Infantil como um verdadeiro produto da arte.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar