A importância dos Festivais

Longe do grande público e da cobertura da grande mídia, os festivais de teatro sempre fazem a festa da classe teatral em várias partes do Brasil. Não é de hoje que esses festivais são importantes para a formação de atores, diretores, dramaturgos e de toda a gente que é envolvida na preparação de uma peça teatral. Nesses festivais é possível conhecer a diversidade cultural do Brasil e o jeito peculiar que cada região tem de mostrar as concepções e interpretações sobre os espetáculos que apresentam.

Certa vez, participando do Festival Nacional de Ponta Grossa, tive a oportunidade de assistir espetáculos do Acre, Rio Grande do Norte, do Interior de São Paulo, da Região Sul do país, e trocar conhecimentos que me foram enriquecedores. Imaginem só, a quantidade de cultura que foi possível absorver. Foi incomensurável! Um caldeirão de sotaques, de hábitos, de interpretações, e assim, com certeza, acontecem em todos os festivais que são realizados pelo Brasil.

Os grupos de teatro que de alguma maneira têm a possibilidade de participarem, devem participar dos festivais, pois, além da vantagem do enriquecimento cultural advindo da diversidade proporcionada nesses festivais, o público é em quase toda sua maioria, formado por gente ligada ao teatro. É a oportunidade que se tem de obter uma visão mais crítica sobre os trabalhos, podendo assim, apurá-los e afiná-los para que se possa mostrar ao público em geral, um espetáculo seguro, revigorado e com uma qualidade ainda maior.

O que há de se lamentar é que nem todas as cidades realizam festivais de teatro, e algumas, que sempre os realizavam, também já não os realizam mais. Seria importante que isso acontecesse em todos os lugares, pois os festivais também são uma forma de fomentar a cultura, não só da cidade e região onde ele é realizado, como entre os grupos que vêem de fora para participarem, pois estes, levam de volta as experiências adquiridas, numa corrente contínua.

Os governos que têm programas de incentivos à cultura, bem que poderiam transferir parte dessas verbas para a realização de festivais de teatro em seus Estados ou Cidades, se possível, até custeando os espetáculos que viéssem de fora da região, com passagens e estadias, por certo, aumentaria o intercâmbio entre todos, e contribuiria para o desenvolvimento do teatro e da cultura.

Esses festivais, poderiam também, ser incrementados com Concursos de Dramaturgia, o que fomentaria e facilitaria, o surgimento de novos autores no cenário teatral, pois novos dramaturgos não encontram muitos espaços para divulgarem seus trabalhos.

Que a classe teatral e os organizadores de festivais por este Brasil a fora, continuem com essa parceria, promovendo o intercâmbio de conhecimento e revigorando cada vez mais, a classe teatral. E que a mídia e os governos, divulguem e invistam de uma maneira mais contundente em festivais, pois são neles, que são revelados os grandes atores, diretores e dramaturgos que farão com que esse ciclo de teatro não desapareça.

A importância dos festivais de teatro deve ser levada em consideração quando se discute os rumos da cultura, pois nos festivais é que aparece o novo, o experimental, e o contemporâneo.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar