No fim de tudo, ainda resta o aplauso

Ah, o artista… De que é feito esse ser que sacrifica sua vida para levar a arte ao seu semelhante? Por certo deve ser feito de algum material ainda desconhecido. Pois, como pode alguém suportar tantas adversidades e estar sempre pronto para mostrar sua alma?

Ah, o artista… Um ser quase extraterreno vivendo à margem da realidade de uma sociedade, mas, que sempre que solicitado a expor suas emoções e servir de instrumento para mostrar as alegrias e mazelas do ser humano, não se furta e o faz com plena dedicação.

O que fascina tanto nesse mundo das artes e faz com que nunca se esgote a fonte de onde jorra sempre um novo artista? É algo incompreensível, imensurável, indecifrável, não existe uma explicação lógica, mesmo sabendo que muitos desses novos artistas que nascem a cada dia, querem apenas seus cinco minutos de fama e jamais serão capazes de entregar suas vidas à arte.

Ah, o artista… Sobre o palco é visto como um “semi Deus”, na vida comum, quase sempre é criticado por fazer do ócio seu companheiro, algo muito distante da realidade do cidadão comum que precisa bater cartão, e que quase nunca tem tempo para esse ócio. Mas, o que o cidadão comum sabe do ócio do artista? Um artista não vive no ócio, pois esse ócio nada mais é do que o tempo sagrado da criação artística.

Mesmo que na correria do dia a dia o artista não seja levado assim tão a sério, uma hora ou outra da vida do cidadão comum, ele se fará necessário. Seja quando esse cidadão for assistir a uma peça de teatro, ou apreciar uma obra de arte, ou dispor de seu tempo para a leitura de um bom livro, ou até mesmo quando se permitir rir sem compromisso da ingenuidade proposital de um palhaço.

Ah, o artista… Não interessa o que pensem ou falem do artista, ele sempre estará ali nos arredores do ser humano disposto a colorir a vida cinzenta em tempos difíceis, sem pedir recompensas ou gratificações, pois o artista sabe que no final de tudo, sempre restará um aplauso caloroso que justificará todo o sacrifício pelo qual teve e tem de passar cada minuto de sua vida.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar