… e de preferência com pedigree…



Estou com uma amiga numa loja de celular. Eu estou a procura de um aparelho enquanto ela, pacientemente. me faz companhia e avalia os celulares que eu gosto através de notas.
Eu, classe média, vivo dura, mas consigo fazer umas extravagâncias tipo: comprar um celular com flip porque eu gosto.

A loja é bem pequena e logo adiante, duas mulheres com cara de “assíduas da Daslu” (aquela “butiquinha” que não pagou impostos, sabe?).
O perfil estético delas é: lindas, louras (com os cabelos que não saem do lugar), corpão, uma média de 55 anos , make up diviiiiiiiiiiiiiiiiiiiina e muitas jóias adornando. Elas conversam animadamente se equilibrando em cima daqueles saltos agulhas com os quais poucas mulheres conseguem andar com classe (e incrível como as duas conseguem!).

Amiga 1: Ai, vou levar este mimo pra Bia. Porque você sabe né, ela é minha amiga há 30 anos e não posso falhar. Achei esse aqui a cara dela, não é?

Eu olho pra plaquinha do mimo e lá está: R$1.500,00.
Olho de novo porque achei que estava errado. Exatos: R$1.500,00 (o mimo, gente!!!!). Ok, eu penso, deve ser muito legal ter tanta grana assim. Minha melhor amiga, Carol, ganhou de mim R$ 50,00 - chorados - numa camiseta da Hello Kity.

Amiga 2: Eu nem te contei, menina. Semana retrasada estive num jantar na casa da Fabiana Medeiros e encontrei a Fernanda Assumpção e o Mario Borghi, você acredita? E a Fabi tinha
organizado um jantar, menina, chiquérrimo. Era um “chandonzinho”, 3 opções de risotos e umas sobremesas deliciosas feitas pela Mariana Fernandes Piva, sabe? E não é que, lá pelas tantas, a
Bia chegou? Eu ri horrores com ela contando sobre a “trip” que fez pra Mônaco. E os solteirões ficaram ouriçados com a Bia.. imagina.. a Bia Albuquerque entrando sozinha, lindíssima, numa festa. Arrasou!!!

Enquanto ela fala esse texto decorado, o vendedor espera em pé, sem um movimento. O Santo vendedor estava com cara de poucos amigos. Imaginem um cara que ganha R$ 500,00 e sustenta a família, engolindo esse papo a seco, sem direito a champanhe pra descer mais suave!

A outra amiga faz cara de quem está imaginando o gosto das opções de risoto e do champanhe da festa de Fabi Medeiros.

Amiga 1: Afinal, você acha este um bom presente?

Amiga 2: Ai, achei ótimo… E ela que é super visual vai poder fotografar as ruas do Jardins que ela gosta tanto. Compra porque Bia vai adorar! E paga logo porque ainda tenho que ir no Iguatemi.

Amiga 1: Ué, o que você vai fazer lá?

Amiga 2: Amanhã tem desfile da coleção nova da Nininha Barros e não vou perder esse por nada. Preciso pegar o pretinho bááááááááárbaro que reservei e vou marcar cabeleireiro no Iguatemi mesmo. O Biaggi e o So Ho andam tão cheios…. virou carne de vaca. E não dá pra assistir Nininha Barros com um modelito antigo, né bem?

Amiga 1: Ah que bom, vou com você então porque eu queria mesmo fazer as unhas com aquela manicure ótima. Tem aqui o cartão dela: Aparecida …. (pausa de 5 segundos) da Silva.

Amiga 2: Então paga isso logo e vamos.

Enquanto pagam e continuam seu papo estarrecedor, toca o celular da amiga 1.
Ela dá uma espiada classuda no bina e fecha com chave de ouro:

Amiga 1: Ai, será que eu atendo? É o Bob Aguiar. Ele só me liga pra badalar e hoje eu não estou podendo.

Amiga 2: Atende, claro!!!! Ou você acha que Bob liga em qualquer celular as 13:00? Atende, anda, vê o que ele quer agora!

Saí daquela loja estarrecida por ver que na cabeça de uns e outros por aí, a gente não passa de um sobrenome.
Um sobrenome grande.
E de preferência com pedigree.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar