A Quem Interessa a Cultura?

Em um país de dimensões continentais como o nosso, onde há muitas urgências e problemas de grande relevância, como a desigualdade social e a violência, dois pontos importantes se destacam e merecem uma atenção maior do que vem sendo dada. A Educação e a Cultura. A educação, todos sabem como vai, mas isso é assunto para outro dia, já a cultura, bem…

Desde os primórdios, a cultura sempre foi a base das civilizações, na Antiga Grécia, na Roma Antiga, no Egito, e até no Velho Continente, a cultura sempre teve status e importância na vida do ser humano e na condução pelos governantes, e serviu de alicerce para humanidade.

Até mais que a educação, a cultura tem um papel fundamental para o desenvolvimento das pessoas, pois também é através dela que o homem adquire instrumentos necessários para a sua evolução, e com a qual, se torna capaz de entender coisas sobre sua própria vida.

Não basta termos apenas o conhecimento de nossa cultura popular, algo aliás, que a maioria da população não tem, precisamos de um banho de cultura universal, que seja capaz de fornecer ao povo, conhecimentos suficientes para que este possa, de uma forma geral, compreender o que acontece na sociedade em que vive. É claro que a cultura popular de um povo é a matriz e a raiz de um país, explica comportamentos, atitudes e ações de seu povo, e também deve ser explorada como mais um instrumento que elevará o grau de evolução de seus habitantes.

Dizer que o povo precisa de comida e moradia, muito mais do que cultura é ter um pensamento simplista e óbvio, pois, como diz a música dos Titãs: “A gente não quer só comida, quer diversão e arte, para qualquer parte”. E não importa o tamanho da cidade, seja metrópole ou vilarejo, o povo desses lugares é sedento de cultura, de diversão, e arte sim, pois, todo povo tem sede de saber, pena que alguns governantes não vêem assim.

A cultura deveria vir sempre acompanhada da educação, mas, se mal temos a segunda, como podemos querer que se tenha a primeira? Povo culto e educado, faz um país melhor. É claro que isso não é a solução para a construção de um país mais justo, pois o homem é um bicho que pode ter desvios de conduta, e isso, nada tem a ver com o grau de cultura e educação que um povo tem, tem a ver com a natureza do ser humano. Mas, um povo culto e educado, por certo, saberá o que fazer quando o seu semelhante praticar atos e ações que venham a prejudicá-lo.

Então, eu pergunto: A quem interessa a cultura? A mim, a você, a todo mundo que quer fazer desse país um lugar melhor, onde o respeito e a ética façam parte do dia-a-dia, onde todos, tenham a oportunidade de conhecer seus direitos e deveres, para que possa ter o discernimento para saber escolher as pessoas que vão conduzir os rumos de uma vida melhor para cada um. E a cultura, sem sombras de dúvidas, faz parte da base de dados que dará essa condição.

Deixe seu comentário


Código de segurança
Atualizar